Como Fazer Um Açougue De Supermercado Crescer

Como fazer um açougue de supermercado crescer ?

Sem dúvida hoje, os atuais supermercadistas estão apostando suas fichas nos setores de perecíveis com muito mais afinco do que antes.

Razão pela qual é que esses setores trás maior notoriedade e rentabilidade para o supermercado fazendo com que eles se diferencie dos seus concorrentes.

O setor de açougue é um dentre eles.

Para se ter ideia, os produtos de açougue tem um alto valor agregado ajudando aumentar a receita da loja.

Deixar um açougue de supermercado a mercê é um grande equívoco. É necessário aplicar estratégias para não ficar atrás da concorrência.

Neste post trataremos de algumas das principais dicas que vão impulsionar o açougue de um supermercado ao crescimento.

 

A Importância De Setor De Açougue

 

O Brasil é hoje um dos maiores criadores e exportadores de carne no mundo segundo dados da ABIEC ( Associação Brasileira Das Indústrias Exportadoras De Carne) e no final de 2019, países como: Arabia Saudita e China aumentaram as importações de carnes do Brasil.

O potencial de exportação também dá conetividade ao grande poder de consumo que o produto tem no mercado interno.

O brasileiro é o 6º consumidor de carne do mundo ao lado de países desenvolvidos como Austrália e Estados Unidos  por exemplo.

No geral, a representação de vendas de um açougue nos supermercados pode ser de até 14% do faturamento da loja. Tudo depende do posicionamento do faturamento de outros setores do supermercado.

 

#1 – Qualidade No Fornecimento Dos Produtos De Açougue

 

A qualidade dos produtos de um açougue é pauta importante à ser levado em consideração, aliás, é percepção número 1 dos consumidores de carne.

Quando o assunto é crescimento de vendas no açougue de um supermercado, adequar os fornecedores é de extrema importância para operação.

Procure os fornecedores idôneos, principalmente os que estiverem estabelecidos no mercado. Isso trará mais segurança e confiabilidade da procedência da carne.

A escolha de um fornecedor de frigorífico deverá no mínimo atender as quatro principais características de qualidade da carne:

  • Sanitária;
  • Nutricional;
  • Visual;
  • Sensorial.

A qualidade sanitária por exemplo, é indispensável pois a carne contaminada pode causar problemas sérios de saúde ao consumidor.

A carne fornecida pelo frigorífico fornecedor precisa conter selos de inspeção, como:

Crescimento do setor de açougue no supermercado

Selo de Inspeção SIF. Ministério da agricultura.

 

SIF (Selo de Inspeção Federal) aceitos devidamente em todo território nacional e internacional. Ou similarmente outros selos de inspeção mais limitados tais como:

SIM (Selo de Inspeção Municipal) e SIE ( Selo De Inspeção Estatual).

Uma forma  simples de consultar o estabelecimento frigorífico sobre o selo de inspeção, pode ser feita no site da ABIEC neste link. Consulta registro

 

#2 – Qualidade No Transporte E Recebimento

 

Da mesma forma com que focamos a qualidade no fornecimento de carne, similarmente devemos dar continuidade nos cuidados com o seu transporte.

O processo de entrega do produto ainda faz parte do fornecimento e precisa ser observado de perto. Assim como também, o meio de transporte precisa ser adequado para o serviço.

Por exemplo, o caminhão de transporte de carnes precisa atender as exigências de temperatura e higiene preservando os produtos transportados.

Não adianta o supermercado comprar carne de ótima qualidade se no transporte não houver temperatura adequada e higiene constante.

Todavia, o horário de recebimento também é ponto fundamental para se manter boa qualidade da carne. Evite receber em horários tumultuados ou de grande espera.

A carne precisa rapidamente sair do caminhão, ser conferida, devidamente pesada e imediatamente removida as câmaras resfriadas ou congeladas, conservando assim melhor sua qualidade.

 

# 3- Treinamentos Dos Operadores e Açougueiros

 

É provável que essa terceira dica é uma das mais importantes para o crescimento de um açougue no supermercado.

A maioria dos supermercados tem um grande turnover ( rotatividade de entradas e saídas de funcionários) no setores de açougue o que prejudica em muito o crescimento do setor.

Investir em treinamentos técnicos como:

Atendimento ao cliente, cortes de carne e cursos para açougueiro, não só vai melhorar a operação do setor, como também aumentar a receita do açougue.

O açougueiro tem a obrigação de conhecer a maioria das carnes e cortes, dessa maneira, passando informações necessárias e exatas aos clientes no ato da compra, sem enrolações.

Esse tipo de contato cliente x funcionário trás muita confiança ao consumidor. Por isso o bom atendimento é crucial no setor açougue.

Por certo, é importante a revisão do quadro de funcionários de um açougue.

Dependendo do volume de vendas, o setor pode ser um dos mais numerosos dentro do supermercado. 

Se houver necessidade, faça mais contratações e aumente o quadro de colaboradores.

Ter um quadro enxuto de funcionários, vai prejudicar muito na receita de um supermercado e o seu crescimento.

Afim de colaborar com o desenvolvimento e treinamento dos colaboradores do açougue,  abaixo um ótimo livro digital para cortes de carnes da ABIEC.

Veja em seguida no link:

Catalogo De Cortes

 

Como fazer crescer açougue de supermercado

Corte de carnes em bandejas. Foto Pixabay.

 

#4 – Reformar As Instalações E A Comunicação Visual

 

Toda reforma tem o intuito de melhorias não é verdade?

Como cliente, quando vejo qualquer empresa passando por uma reforma, seja do ramo do varejo ou de qualquer outro ramo, logo penso, é sinal de que pela frente virá algo novo.

Com toda certeza, essa é a expectativa dos consumidores.

Por isso, é importante passar por reformas e melhorias nos supermercados. Mudanças geram oportunidades.

Neste sentido, vejo a importância do setor de açougue, passar em tempos em tempos por mudanças em sua comunicação visual.

Por exemplo, trocas de balcões ultrapassados e antigos, expositores velhos e enferrujados, fundo das paredes do balcão de atendimento entre outros…

Tudo isso trará boa imagem ao consumidor do supermercado.

Outro ponto importante, são as adequações internas como a melhoria na sala de preparação e ampliações se houver necessidade.

Por exemplo;

Como melhoria no atendimento e nas instalações de um supermercado no interior de São Paulo, optou-se por colocar senhas de atendimento com painel eletrônico no setor de açougue.

Isso deu muito certo, pois retirou a fila indesejável que sempre formava em frente ao balcão, e sempre gerava confusões entre os clientes em dias de movimento.

A ideia da senha é um sucesso que se espalhou à outros setores.

Veja também, em um outro artigo mais sobre o crescimentos dos supermercados.

 

# 5 – Gestão Controlada No Setor De açougue

 

Fazer uma gestão controlada de um açougue consequentemente aumentará o seu faturamento.

Há supermercados por exemplo, que deixam a mercê o setor de açougue apenas como responsáveis um encarregado operacional e açougueiros, aguardando que o cenário externo do mercado melhore para que o açougue volte com as boas vendas.

Buscar um crescimento no setor de açougue vai muito além do que promoções, ou seja, é preciso ter pessoas entendidas do assunto tanto da operação quando do financeiro.

 

Padronizações

Assim como em qualquer outro setor, o de açougue precisa ter uma padronização em suas operações. A saber, desde o recebimento até o atendimento no balcão ao cliente.

As padronizações permite que o setor de açougue tenha uma identidade operacional seguidas de acordo com as normas internas que o supermercado estabelece, e também as normas externas exigidas por órgãos fiscais, como a higiene sanitária por exemplo.

 

Perdas

Em relação a valores, o setor de açougue é o setor que mais perde dentro do supermercado.

Seu valor agregado pode disparar em alta as perdas.

Se o supermercado pretende focar no crescimento das vendas, por outro outro lado, é importante o foco nas perdas.

Quando a meta é o crescimento em faturamento, a maior relação de perda no açougue é a de inversão de PLU (código dos produtos).

Há exemplos clássicos de perda por inversão de PLU’s que acabam despencando as margens.

Essa troca pode acontecer por funcionários pesando produto ao cliente erradamente, ou pode acontecer no ato de um recebimento por um conferente.

Só para exemplificar, o cliente pede ao funcionário uma picanha.

O funcionário sem preparação, muito desatento pesa o produto pelo código do coxão duro.

Neste exemplo, o supermercado não perdeu em peso, porém em valor $.

Além dos treinamentos como dito acima, a gestão por pessoas capacitadas do açougue evita esse tipo de prática que pode ser ocasional ou proposital.

 

# 5 – Vender Produtos De Rendimentos e Porcionados

 

Mudar modos operacionais poderão trazer o crescimento do setor de açougue nos supermercados.

Se o supermercado não possuir produtos de auto-serviços em bandejas, é hora de pensar nisso!

Os produtos de rendimentos e porcionados, são produtos de alto valor agregado,  pois a limpeza da carne e o selecionamento dão valor ao corte do produto que está sendo vendido.

Esse produto é preparado antecipadamente e vendido em bandeja nos balcões de auto-serviço, ou seja, são eles os que vão trazer o benefício da comodidade ao cliente.

Existe diversos tipos de cortes especiais de carne  que entram nesta categoria, como por exemplo : Carne em cubos para strogonoff. 

Esse produto foi preparado e selecionado por um funcionário, exposto adequadamente ganhando valor agregado que no final das contas terá com certeza o devido comprador.

 

Como fazer um açougue de supermercado crescer

Balcão de carnes auto-serviço. Fotos Pixabay

 

# Preços Competitivos

 

Finalmente falaremos então dos preços de um açougue no supermercado.

Propositalmente deixei essa dica por último, pois sabemos que muitos açougues espalhados pelo Brasil só dão foco neste tema, deixando esquecidos os demais.

Sabemos sim, que o cliente opta por melhores preços, porém, muitos consumidores estão mudando conceitos antigos do varejo.

O cliente tem mudado seu conceito, avaliando a condição de compra em um todo, em alguns casos por exemplo, o preço tem ficado em segundo plano para decisão de uma compra.

Entretanto, se o supermercado levou em consideração todas as dicas acima, poderá com toda tranquilidade praticar preços competitivos e atrativos aos seus clientes.

A ideia não é nenhuma novidade.

Os preços em ofertas poderão ser praticados aos finais de semana em guerrilhas e tabloides, nunca esquecendo de que o açougue também não pode ser o mais caro da região.

Espero ter ajudado

Abraços.

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>